Meu anjinho da cura tem nome: Padme

>> terça-feira, 22 de maio de 2012


Como não acreditar num Poder Divino e no Amor de Deus, se mesmo nas maiores dificuldades sempre encontro Sua presença em minha vida? Como não me emocionar quando minha gatinha arisca se aproxima de mim espontaneamente quando estou sentindo dor e faz "massagens" e se deita no exato local que dói? E como não ficar grata ao perceber que, pouco tempo depois, a dor se abranda e vai embora? Há algum mistério no mundo. E isso é uma das coisas que não me fazem desistir. A outra é sentir diariamente o amor das minhas gatinhas.

Nina Victor

 

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  © Blogger template Wild Birds by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP