Instantâneo do Eu

>> quinta-feira, 22 de janeiro de 2009


Ela pensava que tinha um rei na barriga e o sol no lugar do coração. Mas na verdade suas entranhas eram feitas de tripas como a de qualquer mortal e vermes imaginários destruíam sua tenacidade e vontade de viver... Ela simplesmente não conseguia processar a vida e, vivia envolta em enjôos e vômitos contidos. E quanto ao sol... bem não se tem notícia se havia lugar para um coração mas uma coisa era certa: as veias e artérias entupidas não cumpriam sua função... o sangue não circulava, apenas jorrava pelos olhos como se dali mesmo brotasse e escorrer pelo rosto misturando-se à cor do cabelo fosse a única forma manter-se camuflado... rubor sanguíneo na face: vivo, molhado, ferruginoso.


Nina Victor




0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  © Blogger template Wild Birds by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP