Surpresinha

>> terça-feira, 27 de janeiro de 2009


Ontem, ao chegar em casa do trabalho, um belo mimo esperava por mim: três novas bonequinhas para alegrar meu coração! Todas presente do Leo.

Uma já tem nome - Alice - e pode ser vista no Meninas de Mentira. As outras vou fotografar ao longo da semana...

Namorado, você é a minha paz! :)

Nina Victor



Read more...

Gastrite

>> sexta-feira, 23 de janeiro de 2009




São quase duas e meia da madrugada e cá estou, acordada e sentindo dor. Aliás, foi a gastrite que me acordou de um gostoso sono que havia se iniciado antes das 23h... Já tem mais de uma hora que estou aqui sentada, esperando a dor aplacar para voltar a dormir. Muito chato isso.

Nina Victor

Read more...

Instantâneo do Eu

>> quinta-feira, 22 de janeiro de 2009


Ela pensava que tinha um rei na barriga e o sol no lugar do coração. Mas na verdade suas entranhas eram feitas de tripas como a de qualquer mortal e vermes imaginários destruíam sua tenacidade e vontade de viver... Ela simplesmente não conseguia processar a vida e, vivia envolta em enjôos e vômitos contidos. E quanto ao sol... bem não se tem notícia se havia lugar para um coração mas uma coisa era certa: as veias e artérias entupidas não cumpriam sua função... o sangue não circulava, apenas jorrava pelos olhos como se dali mesmo brotasse e escorrer pelo rosto misturando-se à cor do cabelo fosse a única forma manter-se camuflado... rubor sanguíneo na face: vivo, molhado, ferruginoso.


Nina Victor




Read more...

Da Preservação do Amor

>> terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Chega um tempo em que é preciso desfazer a casa. E desfazer não é destruir, não é sabotar, não é abandonar. Desfazer exige arte, exige controle, exige paciência, exige amor. Pode parecer um contra-senso ligar desfazer a amar. Porém o ato de desfazer a casa é um ato amoroso que evita o rancor, evita a surpresa, evita até mesmo o desamor. Desfaz-se a casa para que o amor prossiga. É preciso sempre manter-se atento para reconhecer o momento de desfazer a casa quando ele se apresenta. E falo em atenção, pois este momento não chega fazendo estardalhaço... ele é sutil... discreto, se apresenta de branco, se mistura ao dia a dia e se o deixarmos passar, ele degenera e vira destruição. O ato de desfazer a casa é comedido, é respeitoso, é amigo. Desfazemos a casa para preservarmos o jardim. Tiramos o peso dos móveis, as limitantes paredes e passamos a contar com o aberto do jardim, onde afinal, tudo começou... E digo com quase toda certeza, que, se apesar da casa desfeita, o jardim permanecer, tudo pode ser, tudo pode existir, tudo pode renascer...

Nina Victor



Read more...

Resgate

>> segunda-feira, 19 de janeiro de 2009



A tecnologia,

A fria tecnologia,

Nos torna tão próximos,

Tão cumplices,

Tão nós novamente...

As mensagens são rápidas,

E o processo de reaquecimento

Dos sentimentos sufocados

Acontece paulatinamente...

E mesmo assim,

Pouco a pouco,

Posso notar claramente

Um retorno ao passado

Um retorno futurista

Ao passado interrompido...

Um resgate cinematográfico

De nós dois enquanto um.


Nina Victor




Read more...

Ato Final

>> quinta-feira, 15 de janeiro de 2009





Aqui jaz o que houve de mim em você
e o que havia de você em mim.
Aqui jaz tudo de bom que eu pensei que existisse.
Aqui jaz minha dedicação, minha boa-vontade,
meu carinho e meus desejos.
Chegou ao fim, prematuramente,
a longa jornada que iniciamos,
mas que jamais chegaria a bom termo.
Por favor, conceda o descanso também
às suas palavras vazias
ricamente adornadas com mentiras,
apague o riso fácil do rosto,
cale meu nome, esqueça minha voz.
Leve consigo minha dignidade, meus princípios,
minha entrega, é tudo seu, não mais me pertencem.
Devolvo seu tempo, sua disponibilidade,
não são pra mim, não mais e,
talvez, nunca tenham sido.
Vamos esvaziar o palco, fechar as cortinas,
dispensar o público.
Eu estava em cena e nem sabia,
e agora que sei e descobri meu papel,
não quero mais atuar.
Fim de temporada, dissolução da companhia.
De agora em diante, sigamos em paz e sozinhos.

Nina Victor



Read more...

Resmungo Básico

>> terça-feira, 13 de janeiro de 2009



Caríssimos,

Ouçam o que eu digo: não caiam na armadilha de trabalhar com aquilo que vocês não gostam. Faz mal à saúde. Um baita mal. Perturba o espírito e rouba um pouco do colorido da vida.

Eu sou grata a Deus pelo emprego que eu tenho. Dele tiro meu sustento e compro as quinquilharias que eu desejo. E o mais importante de tudo: foi através do trabalho que eu encontrei a pessoa da minha vida. Mas depois da mudança que aconteceu do ano passado para este ano, eu estou bastante insatisfeita com tudo. E sem horizontes de melhoras, ao contrário, parece que a coisa ainda pode piorar.

Sei lá. Estou tão chateada que nem pra reclamar estou com ânimo...
Talvez eu devesse ler com atenção este artigo...


Nina Victor



Read more...

I say: what's cooler than bein' cool?

>> domingo, 11 de janeiro de 2009


Já nem me lembro da primeira vez em que eu ouvi esta música. Só sei que gosto dela pra caramba! É boba e ao mesmo tempo levemente maliciosa e tem uma batida muito muito gostosa e dançante... Bons tempos!

E tudo fica melhor ainda com o vídeo do Charlie Brown e sua turma!

Mas se você quiser ver o vídeo original do Outcast, clique AQUI.

Hey Ya!!!




Read more...

Tom e Jerry

>> sábado, 10 de janeiro de 2009



Que eu AMO demais os gatos e, principalmente, minhas gatinhas Padme e Durga não é novidade nenhuma. Taí o Canto dos Gatos onde deixo registrada minha paixão e admiração pelos pequenos felinos.

O que pouca gente sabe é que eu sou a pessoa mais medrosa do mundo em tratando de animais. Chego ao absurdo de temer as borboletas, mesmo as azuis ou amarelinhas, nem precisa ser daquelas bruxas negras...

Porém, existe um bicho que praticamente não me desperta temor, ou, pelo menos, o medo que sinto é bastante controlado e controlável. Dá pra levar numa boa. Na verdade, chego até mesmo a simpatizar com alguns deles: os ratinhos.

Se não existisse a incompatibilidade entre gatos e ratos, certamente, eu teria alguns ratinhos correndo pela casa! :P

Mas não é que uma pessoa conseguiu ter gato e rato como animais de estimação na mesma casa? Pois é, eles vivem em total harmonia numa convivência bastante pacífica. Muito interessante.

O dono dos bichinhos fez um vídeo muito legal, onde o gato atua no papel de Tom e o rato no papel de Jerry. Um barato. Uma gracinha. Gostei demais e me fez sorrir. Veja e sorria você também! :)

Nina Victor




Read more...

Comunhão

>> sexta-feira, 9 de janeiro de 2009



©2006-2007 `Gwarf



De dia, de tarde,
agora, daqui a pouco,
anteontem, na noite passada...

Nos momentos que virão
e naqueles que vivi.

No instante em que respiro,
ao longo da minha existência,
desde o dia em que te vi...

Não oponho resistência
e misturo o meu mel
ao melhor da tua essência.

Nina Victor



Read more...

Acordei assim: fofa!

>> terça-feira, 6 de janeiro de 2009


Hoje, último dia do abençoado recesso, acordei com ataques de fofura. Deve ser influência da minha volta à infância neste final/início de ano... Só sei que estou me sentindo leve e de bem com a vida e muito satisfeita com os resultados deste período de merecido descanso.

Se 2008 começou tenso devido às mudanças e incertezas no trabalho e transcorreu com um baita incômodo provocado pela mudança indesejada, 2009 está começando cheio de esperança e bons fluidos. E, se Deus quiser, será um ano positivo em todos os sentidos; mesmo se alguma dificuldade aparecer, o resultado final será bacana. Creio nisso e quero que seja assim. E será! :)

Dito isto, vamos à fofura do dia.




Read more...

No ar

>> domingo, 4 de janeiro de 2009



arte de wafran guedes


Estou espantada, assustada,

sem ação, sem noção,
sem rumo, sem direção,
sem saber o que fazer,
sem saber o que dizer,
ao mesmo tempo sem freio,
ao mesmo tempo imprudente...
o que tá havendo comigo?
o que tá havendo com a gente?...

Nina Victor



Read more...

Cabelo, cabeleira, cabeluda, ex-descabelada

>> sexta-feira, 2 de janeiro de 2009



Minha primeira atitude em 2009 foi dar um trato no meu cabelo. Céus, eu estava há tempos sem fazer um relaxamento nas madeixas... na verdade eu estava tentando que meu cabelo voltasse ao natural, com os cachos que Deus me deu, porém, uma vez alisado o cabelo, haja paciência e resignação para suportar a coisa horrível no qual ele se transforma quando não está nem lá (liso) nem cá (cacheado).

Pois bem, minha paciência se esgotou, minha autoestima estava indo pras cucuias e então hoje fui ao cabeleireiro para que a maravilhosa Regina desse um trato especialíssimo nas minhas melenas.

Tá tão bonito!!! :)

A propósito, a foto ao lado não tem nada a ver com o corte que dei no cabelo, que continua com fio reto e o comprimento em V. Mas é mais ou menos este o corte que eu gostaria de ter feito e que não fiz para não desagradar ao Leo. Afinal de contas, ele não merece ser desagradado! ;)

Nina Victor



Read more...

Esse meu amigo...

>> quinta-feira, 1 de janeiro de 2009



Aconteceu durante o almoço de primeiro de janeiro de 2009...

- Eskibon me lembra a infância, sempre pedia para os meus pais comprarem quando estávamos na praia...

- Ah, se tem uma coisa que eu não esqueço é do sorvete de doce de leite que vendia na praia!

- Era um com a embalagem vermelha?

- Ah, num lembro...

Read more...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  © Blogger template Wild Birds by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP