Para ele, o Direito era torto. Sábio papai.

>> domingo, 2 de novembro de 2008



Quando meu pai morreu, eu já tinha meu emprego. Mas eu nunca contei para ele que havia sido aprovada num concurso público. Ele já estava doente e eu não quis entristecê-lo.

Nunca me saiu da cabeça a reação dele quando eu disse que iria prestar vestibular para Direito. "Oito filhos e a oitava vai me dar o desgosto de ter um advogado na família". Quando veio o resultado do vestibular e eu havia sido aprovada para a UERJ, meu pai falou: "Não fez que a sua obrigação, pois eu não pagaria uma faculdade particular para você cursar Direito". Quando quis fazer uma pós-graduação na FGV, ele não quis me ajudar, vendi meu carro e coloquei a grana na caderneta de poupança. Um dos meus irmãos me adiantava o valor da mensalidade e quando minha conta fazia aniversário, eu devolvia o dinheiro para ele.

Hoje me pego pensando... será que meu pai sabe do meu trabalho? Estará ele decepcionado ou aliviado?

Nina Victor


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  © Blogger template Wild Birds by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP