A Nova Casa Do Meu Pai

>> sábado, 26 de abril de 2008


fotografia de Thomas Sautter



Acordei bem. Sonhei com meu pai. Estava com saudade de estar com ele. Não porque eu estivesse acostumada à sua companhia. Ao contrário, passei muito pouco tempo com ele. Um erro. Uma lástima. Um fato incontornável do qual me arrependo muito.

Ele era um cara difícil. Assim como eu sou uma pessoa difícil. "Impossível" como diz minha mãe e meu namorado. "Impossível" também era meu pai. Dizem por aí que dois bicudos não se beijam. Deve ser verdade. Mas nem por isso deixam de se amar. Talvez tenham sido exatamente as semelhanças que tenham me afastado de meu pai. Claro que teve muita coisa além disso também. Claro que quando somos crianças, adolescentes e jovens somos tolos e nos achamos sábios. Mais um erro. Este porém, parece-me, comum à quase todo mundo.

Mas nem comecei a escrever tudo isso para falar de meus arrependimentos com relação ao meu pai. Na verdade, eu quero registrar minha alegria por tê-lo encontrado num sonho, mais uma vez. Todos os sonhos que tenho com ele, desde sua morte, são sonhos felizes. Sonhos de situações e momentos que poderiam ter sido reais se eu não fosse cabeça-dura.

Nessa noite ele veio me buscar para me levar até o local onde vive atualmente. Ele estava feliz, sorridente e positivamente ansioso por me mostrar seu novo lar.

No tal lugar, onde o céu era azulzinho demais e as construções brancas e modernas, ele era como se fosse o responsável pela adminstração daquilo tudo. Havia uma ampla praça com piso cor de ferrugem, árvores em volta, bancos e mesas e brinquedos para as crianças e o som das gaivotas que voavam por ali. Era perto do mar, à beira-mar para ser exata. Ele morava no prédio mais alto, todo envidraçado e muito espaçoso. Todos que lá habitavam tinham o semblante feliz e despreocupado e todos sorriam e cumprimentavam meu pai ao vê-lo passar. Foi gratificante ver como ele está em paz, cercado de pessoas que realmente o querem bem.

Todas as vezes que sonho com o papai sinto-me feliz. É como se, de alguma forma, algo que perdi em vida fosse resgatado no mundo dos sonhos. E isso me faz bem e acalma meu coração.

Nina Victor



2 comentários:

Helio Jenné 27 de abril de 2008 12:38  

Que legal este sonho, Nina! Certamente sonhar assim faz bem ao nosso espírito. Acorda-se feliz e em paz. Adorei saber do seu sonho com seu pai. O bem-estar passou para mim e fiquei contente! Obrigado por compartilhar. Beijos para mais sonhos assim! :)

Nina Victor 27 de abril de 2008 12:48  

Os sonhos são um ótimo bálsamo para curar as saudades do que está na esfera no "nunca mais".
Beijinho! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  © Blogger template Wild Birds by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP