Disparidade

>> terça-feira, 9 de outubro de 2007


Ao contrário da imagem, eu nem preciso cuidar, o amor cresce e invade meus espaços aleatóriamente, isento de rimas ou métricas, apenas se desenvolve ao seu bel prazer, à minha revelia, provocando-me incertezas a cada vez que ouço suas declarações positivas, mas que, não coadunam com a realidade íntima de momentos a dois proveitosos somente para um: eu. É o prazer que me dá que me esmaga os sentimentos. É o prazer que não arranco de você que me inflama os pensamentos.

Nina Victor


Art by Tiny Pilot

Read more...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  © Blogger template Wild Birds by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP