Tolice

>> segunda-feira, 21 de novembro de 2016



A vida não está neste sistema solar, quiçá nem nas galáxias.
Está além.

Nina Victor
(there is no life in the void, only death)

Read more...

Renascendo

>> terça-feira, 6 de setembro de 2016



O que faço é meu prazer. Sou grata por estar voltando a mim. Esse reencontro está sendo incrível e muito feliz. Que cresça, que frutifique, que evolua, que continue. Obrigada, Universo!


Nina Victor

    

Read more...

Não cessa

>> sábado, 3 de setembro de 2016

Alguns sonhos mexem comigo e me deixam pensando neles o tempo todo. Nostalgia, chateação: tudo junto na imagem que não cessa e me atormenta o coração.

Nina Victor

Read more...

Queda d'água

>> quinta-feira, 1 de setembro de 2016



De repente, parei e pensei...
Será que as águas se apavoram
quando chegam ao limite
de virarem cachoeira?
Ou será que se sentem livres
soltas durante a queda?
Será que dói?
Será que desperta?

Nina Victor

Read more...

Abismal

>> sábado, 30 de agosto de 2014



Do abismo vem a luz mas eu só vejo trevas por cima de minha cabeça. No corpo que cai no vácuo um segredo está selado e jamais será desvelado. Ao mesmo tempo que cai, flutua o sentimento em busca do seu destino. O corpo pode perecer mas o que há de impalpável não sucumbe e permanece assim solto nos tempos vindouros aguardando o momento certo de tocar a sua alma. Sua alma que nunca foi minha mas que sempre desejei. Eu posso desaparecer mas não o meu amor por você. 

Nina Victor

Read more...

Por Nós (poema que virou música)

>> segunda-feira, 7 de abril de 2014

Há tempos atrás eu escrevi "Por Nós".  Helio Jenné e Leandro "Kiazer" Brasil transformaram meu poema em música que foi gravada pela banda de rock "Acidente", na voz de Kelce Moraes, no CD "Ninguém Pediu".


Que o encanto
Não se quebre
Que se conserve
E nos anoiteça

Nos atordoe
Nos enterneça
Nos depure, nos misture e por fim

Nos enlouqueça de amor
Até que o dia amanheça
Até que o dia amanheça



Read more...

Nem Vem Que Não tem

>> quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014


Não adianta tentar me enganar,
se esforçar para me convencer
de que você não é real,
que transita entre o superhumano
e algum tipo de máquina.
Nem tente, não compro sua idéias,
não sucumbo às suas ameaças
e nem me amedronto com suas ausências.
Eu vejo suas fragilidades,
conheço suas limitações e
escancaro suas derrotas.
É por isso que você tenta me afligir.
Deve ser insupotável saber
que a pouco talentosa garota
tem uma vida melhor que a sua.
Meu amigo, só lamento.
Melhor sorte da próxima vez.

Nina Victor

 

Read more...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  © Blogger template Wild Birds by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP